Notícia: Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lança curso EAD para formação de Conciliadores e Mediadores


Por Daniel Eloi de Paula Rodrigues em 13/05/2020 | Notícias | Comentários: 0

Segundo notícia do próprio site oficial do órgão, foram abertas vagas para os Tribunais de Justiça de Alagoas, Amazonas, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo. 

O ministro e presidente do STF Dias Toffoli destacou ontem durante a 310ª Sessão Ordinária do CNJ que "a tecnologia está sendo colocada a serviço do fomento da cultura da pacificação, por meio da formação de pessoas capazes de promover a solução dialogal de conflitos".

Com lista de espera de mais de 1.200 inscritos, o novo curso de capacitação para os futuros mediadores e conciliadores dos tribunais brasileiros via Ensino à Distância (EAD) já é considerado um sucesso pelo presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli. Inicialmente previsto para ter 350 vagas, estão inscritos 760 alunos de dez estados brasileiros.

Segundo o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Marco Aurélio Gastaldi Buzzi, “muitos não estavam realizando a audiência de conciliação pela ausência desse profissional. Percebi, então, que o curso de mediadores é imprescindível para a consolidação da política pública de estímulo aos métodos alternativos de solução de conflitos”.

Presidente da Comissão Permanente de Solução Adequada de Conflitos do CNJ, o conselheiro Henrique Ávila reforçou a importância da atuação do CNJ. “O curso online era uma demanda inclusive das escolas regionais que tinham uma abrangência territorial maior e, com isso, mais dificuldade orçamentária para oferecer um curso presencial. A modalidade EAD veio para veio para suprir essa necessidade com qualidade garantida pelo CNJ”, afirmou.

As aulas da primeira turma do curso EAD à distância serão entre os dias 18 de maio e 26 de junho de 2020. São 40 horas/aulas e haverá o acompanhamento por um tutor. Depois de concluir essa etapa teórica, haverá uma parte presencial das aulas, que será realizada em cada estado, em um cronograma ainda a ser definido.

Após a conclusão desse curso, a proposta é abrir uma nova turma para abranger os demais estados.


Fonte: https://www.cnj.jus.br/cnj-lanca-curso-ead-para-formar-mediadores-e-ja-tem-lista-de-espera/

Seguir este artigo

Sobre o autor

Daniel Eloi de Paula Rodrigues

Advogado atuante nas áreas cível, trabalhista e administrativa. Conciliador/Mediador certificado no Conselho Nacional de Justiça - CNJ e atuante nas áreas judicial e extrajudicial pelo Tribunal de Justiça de São Paulo - TJ/SP, com ênfase nos CEJUSC's do interior de São Paulo e cinco anos de experiência na área. Especialista em Interesses Difusos e Coletivos pela Toledo Centro Universitário.


Cursos relacionados

ADB PRO 2.0

Método prático para alcançar honorários extraordinários e estabilidade financeira na advocacia

Márcio Vieira - Advogado, professor, mestre em direito. Mais de 20 anos de experiência com direito bancário.

Rafael Corte Mello - Advogado, professor, mestre em direito. Mais de 20 de experiência na advocacia de litígio.

Investimento:

R$ 1.997,00

Turma: ADBPRO 2.0 - Junho/2020

Código: 558

Mais detalhes

A petição inicial perfeita

Como escrever uma petição que todo juiz gosta de ler e com isso aumentar as chances de ter seus pedidos acolhidos

José de Andrade Neto - Juiz de Direito desde 2002. Diretor de Ensino e Coordenador do projeto Audiências Online

Inscrições gratuitas

Ao vivo: 10/06/2020 10:00

Turma: Junho/2020

Código: 565

Mais detalhes

Mais artigos de Daniel Eloi de Paula Rodrigues

Comentários 0

Você precisa estar logado para comentar neste artigo.

Fazer login ou Cadastre-se