Thaiza Vitoria

Especialista em inteligência emocional, advogada e Master Coach, tem dedicado os últimos 10 anos ao desenvolvimento de métodos que ajudam os advogados a atingirem o máximo de potencial em sua atuação. Já treinou pessoalmente mais de 90.000 advogados e alcançou a marca de 5.380 horas em atendimentos individuais de coaching jurídico.

Doutor(a), você tem um minuto?

  Você não quer mais tempo. O que você quer é mais resultados (com as tarefas que executa) e energia suficiente (para realizar o que precisa). No fundo sabemos que podemos criar mais tempo ...

Por Thaiza Vitoria em 26/03/2019 | Comentários: 0

Comunicação Positiva na Advocacia

O CED trata do tema "urbanidade" de modo particular nos artigos 44 e 45. Art. 44: "Deve o advogado tratar o público, os colegas, as autoridades e os funcionários do Juízo com respeito, discrição e independência, exigindo igual tratamento e zeland...

Por Thaiza Vitoria em 26/03/2019 | Comentários: 1

Procrastinação na Advocacia

  Quase todos os advogados possuem algo que precisa ser feito, e que é procrastinado. Brian Tracy, um dos mestres da gestão do tempo, indica em seu livro “descasque seu abacaxi”, que não adianta ficar carregando sacolas de abacaxis de um lado par...

Por Thaiza Vitoria em 01/02/2019 | Comentários: 0

Atendimento na Advocacia

  Muitos advogados perdem oportunidades de fechamento de contratos e cobrança de consultas por não dominarem a dinâmica de um atendimento profissionalizado. Por isso, vamos apresentar seis ideias fáceis de serem im...

Por Thaiza Vitoria em 01/02/2019 | Comentários: 0

Advogo sozinho(a). E agora?

Primeiro você faz um atendimento, depois começa a redigir uma petição, logo após segue para uma audiência, de repente está na fila do banco para levantar aquele alvará tão sonhado, em seguida corre para o escritório ao lembrar que tem que protocol...

Por Thaiza Vitoria em 01/02/2019 | Comentários: 0

O segredo dos advogados que cobram consultas todos os dias

  Apenas 2% dos advogados liberais conseguem cobrar consulta sem resistência. Normalmente o cidadão marca uma hora, relata o caso em mínimos detalhes, mostra documentos, menciona nomes, datas, cenários, recebendo um atendimento educativo e acolhe...

Por Thaiza Vitoria em 01/02/2019 | Comentários: 0