Criação de conteúdo jurídico

O poder da ferramenta que leva o cliente ao seu encontro


Por Paula Veit Quinan em 08/09/2020 | Advocacia empreendedora | Comentários: 0

alt-text

Criar conteúdo se transformou em atividade absolutamente necessária aos advogados e escritórios jurídicos.

A uma porque estamos legalmente limitados no manejo das ações de marketing, imposição polêmica e infindável que podemos aprofundar noutra oportunidade.

A outra, e mais importante para o enfoque que queremos entregar nesta abordagem, porque vivemos na Era da Informação. Tempos em que, para ver e ser visto, o meio mais eficiente e plausível, principalmente do ponto de vista do custo/benefício, é a comunicação.

O maior desafio, no entanto, é dedicar tempo e energia em algo que se torne assertivo, que percorra o caminho do cada vez mais comentado do “funil de vendas” e se converta leads.

Existem técnicas que prometem conduzir a esse objetivo, mas isso também exige estudo, pesquisas e dedicação, muita dedicação. Precisaremos navegar em mares que não são nossos, mergulhar sem medo em temas e conceitos que para nós, juristas, soa como se estivéssemos diante da Hidra de Lerna[1].

Treinados desde o princípio essencialmente em “resolver problemas” – sem maiores preocupações com a comunicação acessível, as questões que dialogam com o relacionamento e a experiência do cliente, o entendimento de informações qualificadas e dados, métricas, conceitos da comunicação social e da publicidade, e por aí vai... –, temos um primeiro ímpeto: negação e fuga!

Mas a ferocidade do mercado e da livre concorrência, a exigência cada vez mais elevada do cliente, agora altamente informado e com um grande oráculo[2] acessível para tirar dúvidas emergenciais, além do nosso próprio instinto de “sobrevivência” e conservação da dignidade profissional, surgem como convites irrecusáveis ao mais refratário dos seres.

Vamos juntos desmistificar esse caminho?

Sugiro a seguir um passo a passo que pode facilitar a jornada, que só tem uma via, sem direito a retorno, mas que irá lhe permitir um universo de possibilidades e descobertas valiosas.

Passo 1: determine o seu público

Passo 2: entenda seu “cliente”, vá a campo, converse, entenda seu cotidiano e suas necessidades

Passo 3: antes de sair escrevendo sobre temas que somente você leria, analise as oportunidades que aquele texto pode gerar, levando em conta que qualquer cliente, de qualquer área do mercado “compra” apenas três coisas: a realização de um sonho; a solução para uma “dor”; e a conquista por prestígio

Passo 4: tenha em mente que os serviços advocatícios, via de regra, são remédios para “dor”, então procure entender qual é o problema que você procura resolver e informe sobre ele

Passo 5: encontre uma linguagem que ele entenda, despoje-se do “juridiquês” e dos jargões incompreensíveis ou terá apenas advogados lendo o seu conteúdo

Passo 6: apresente o que você sabe fazer de forma simples e direta, fale dos seus serviços e não se preocupe em descrever a atividade em si, ninguém irá te procurar para comprar direito civil, talvez as pessoas queiram apenas se divorciar, firmar um contrato ou se defender numa ação de consumo

Passo 7: simplesmente comece. Não espere o tema perfeito, a inspiração suprema ou o canal com milhares de seguidores. Eles só virão com o tempo, depois de muito trabalho e com a construção cotidiana da sua autoridade naquilo que você faz e “vende” no seu escritório. Mãos à obra!


Notas:

[1] “A Hidra de Lerna, na mitologia grega, era um monstro que habitava um pântano junto ao lago de Lerna, à costa leste da região do Peloponeso. Tinha corpo de dragão e várias cabeças de serpente. Segundo a lenda, as cabeças da Hidra podiam se regenerar; algumas versões dizem que, quando se cortava uma cabeça, cresciam duas em seu lugar”.

[Fonte Wikipédia, https://pt.wikipedia.org/wiki/Hidra_de_Lerna].

[2] Google



* Imagem: Pixabay

Seguir este artigo

Sobre o autor

Paula Veit Quinan

Quase 20 anos de carreira desenvolvidos no contencioso através da atuação consistente no judiciário dos estados do Rio de Janeiro, Rondônia, Goiás e São Paulo; com base em docência universitária; gestão de pessoas e equipes, resultando na aquisição de fortes habilidades em orientação, treinamento e capacitação de profissionais, além de rico repertório técnico, de conteúdo e pesquisa para definição de estratégias, produção, revisão e direcionamento no desenvolvimento de teses e linhas de defesa. Atuação em escritório próprio com clientes e casos em todo o Brasil, possibilitando o desenvolvimento de habilidades administrativas e gerenciais, aplicadas mais recentemente na carreira executiva desempenhada em escritórios de advocacia em São Paulo; atualmente no escritório Negrão Ferrari Advogados, com escopo preponderante no direito imobiliário e mercado de capitais. Por fim, assumindo papéis altamente estratégicos, onde são colocados em prática o conjunto de atributos construídos para elevar, juntamente com a equipe, os níveis operacionais, qualidade dos entregáveis e direcionamento para resultados superiores aos esperados conforme o histórico de performance registrado. • Foco em excelência operacional; • Gestão de pessoas; • Crescimento pessoal e profissional; • Entrega de resultados; • Interlocução e atendimento aos clientes; • Participação e estruturação de grupo de estudos e pesquisas; • Integrante do comitê de marketing; • Diretora do comitê de tecnologia e proteção de dados; • Orientação para performance; • Engajamento e conscientização social e trabalho voluntário.


Cursos relacionados

GTT PRO

Método prático para construção de carteira de ações tributárias

Investimento:

R$ 2.497,00

Turma: Outubro/2020

Código: 594

Mais detalhes

Advocacia de resultado na Lei de Drogas

Método prático e aplicado da Lei de Drogas à advocacia

Investimento:

R$ 797,00

Turma: Setembro

Código: 595

Mais detalhes

Maratona Advocacia em Restituição de Trbutos

Treinamento para alavancar seu escritório com recuperação de tributos

Inscrições gratuitas

Turma: MART - Setembro/2020

Código: 598

Mais detalhes

Mais artigos de Paula Veit Quinan

Comentários 0

Você precisa estar logado para comentar neste artigo.

Fazer login ou Cadastre-se